8 dicas de Psicologia para campanhas de Marketing

Marketeer, 20/02/2017

Se é verdade que as constantes novidades tecnológicas constituem uma parte fundamental da construção de uma campanha de Marketing, também o é que a atenção ao comportamento humano não pode ser descurada. Tendo em conta que as compras são 85% emocionais e impulsivas, de acordo com dados divulgados pelo PR Daily, as marcas não se podem esquecer que existe um elemento psicológico a ter em conta.

O mesmo site, dedicado a Social Media, Marketing e Relações Públicas, reuniu os oito princípios bases de Psicologia que os anunciantes devem saber:

1 – Dar para receber. Mais conhecido como princípio da reciprocidade, esta regra estabelece que as pessoas sentem necessidade de retribuir a quem lhes oferece algo;

2 – Usar cor para apelar a emoções. Os significados das cores podem ser utilizados a favor das marcas, que devem adaptar a sua comunicação ao público-alvo e objectivos. Amarelo, por exemplo, representa optimismo, juventude e é bom para atrair a atenção dos consumidores. Já o verde é associado a riqueza;

3 – Promover exclusividade. Este princípio declara que as pessoas querem sentir que fazem parte de algum tipo de clube. Um exemplo prático deste tipo de abordagem poderá ser a oferta de algo especial apenas aos primeiros 100 clientes ou subscritores;

4 – Dar destaque a emoções. Tristeza, positividade, choque, medo e humor são as cinco emoções básicas que desencadeiam maiores níveis de leituras e partilhas de conteúdos. As marcas devem, por isso, apostar em textos, vídeos e imagens que activem uma destas emoções;

5 – Promover a urgência. A sensação de escassez poderá levar os consumidores a adquirir algo no momento para garantir que não ficam sem o produto que desejam. Períodos de teste gratuitos que lembram os consumidores de que estão a ficar sem tempo são uma opção;

6 – Colocar um pé dentro de casa. Em linha com o exemplo anterior, oferecer um período limitado e gratuito para que seja possível testar determinado serviço ou produto ajuda as marcas a aproximarem-se dos consumidores, colocando “um pé dentro de suas casas”. Deste modo, podem mostrar as suas mais-valias e eventualmente provarem ser indispensáveis;

7 – Limitar as opções. De acordo com um estudo citado pelo PR Daily, perante 24 amostras de doce, alguns consumidores apenas provaram o produto e outros compraram. Perante uma amostra de apenas seis doces, o número de vendas aumentou em 20%. Este princípio indica que oferecer menos opções permite aumentar mais vendas, já que o elemento “confusão” é eliminado;

8 – Criar uma tribo. A teoria da identidade social aponta para a necessidade do ser humano em fazer parte de algo, de um grupo. Um dos caminhos possíveis para a aplicação desta princípio em campanhas de Marketing passa por convidar os consumidores de determinada marca a participar nos conteúdos da mesma.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s